Skip to content

Covid-19: uma segunda chance para digitalizar negócios

O CEO (chefe executivo) tentou, o CMO (diretor de marketing) avisou e o CTO (diretor de tecnologia) alertou, mas o que realmente acelerou a transformação digital de milhares de empresas no Brasil e no mundo foi esta realidade imposta pela Covid-19. Se você empresário, independente do segmento, perder essa oportunidade, nunca mais fará a TD (Transformação Digital) do seu negócio.

Para o consumidor, essa tal Transformação Digital poderia até estar acontecendo como que uma imposição. Ainda assim, não faria sentido voltar, no pós-crise pandêmica, a oferecer produtos e serviços do jeito antigo. Seria um retrocesso.

Com a pandemia e a consequente necessidade do isolamento social, pessoas do mundo todo se viram forçadas a reinventarem suas rotinas, buscando na internet o mais próximo daquilo que era sua realidade.

Na prática as pessoas foram mais velozes que os negócios, criando hábitos digitais antes que a maior parte das empresas estivesse preparada para isso. Lembrando que essa otimização e acesso rápido à informação é fruto da mudança de hábito do seu consumidor e a Covid não tem nada a ver com isso.

O difícil neste momento é prever a magnitude desta mudança na vida do consumidor. Um estudo divulgado pela McKinsey capturou quatro desdobramentos que já estão sendo sentidos no Brasil, sendo:

1- Clientes mais abertos a experimentar novas marcas;
2- Mudança massiva para o consumo rápido e online;
3- Busca por produtos saudáveis, seguros e locais;
4- Redução do tíquete médio à medida que o consumidor busca produtos mais baratos

Diante deste cenário, sua marca ganha espaço se sair na frente e souber captar mais rapidamente estas tendências.

Se adequar é sinônimo de olhar para fora (consumidores, canais, marca), mas também, e, na mesma medida, ser aplicada para dentro (colaboradores, gestão e cultura).

Acredite se quiser, mas é como se a Covid-19 estivesse te dando uma segunda ou, talvez, última, oportunidade para você investir tempo e os recursos necessários para essa virada de chave.

Vão vencer o jogo as empresas que conseguirem ler de forma mais rápida e precisa as necessidades dos consumidores pós-Covid-19, adaptarem suas estruturas internas e seus modelos de negócios e oferecerem uma experiência superior. Na Nova Economia, assim como nas ilhas Galápagos de Darwin, ganha o jogo quem melhor se adapta.

A TV Corporativa e as vantagens para a sua empresa

A TV Corporativa e as vantagens para a sua empresa

Não é segredo para ninguém que a televisão é um meio de comunicação muito presente no dia a dia das…
Anuncie na TV Cena e seduza seu cliente neste Dia dos Namorados

Anuncie na TV Cena e seduza seu cliente neste Dia dos Namorados

O Dia dos Namorados, considerada a terceira data que mais vende depois do Natal e do Dia das Mães, pode…
A importância do OOH de informar quem segue nas ruas durante a pendemia

A importância do OOH de informar quem segue nas ruas durante a pendemia

Em um momento de pandemia, quando o isolamento é recomendado para a população, sabemos que muitas pessoas seguem circulando pelas…